quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

MUSA


"...prostitui-me no teu doce corpo… sedento de beijos suaves… de prazer impuro… sexo, sede, fome, amor duro… no âmago da carne… num espírito de fogo ardente… lento e rápido… forte e demente… explodindo tudo… numa implosão desmedida… diz-me tu, oh musa divina… se fique, se me quede… se me vá de partida… diz-me tu, oh musa divina… se agarre, se me abandone… se vá vivo em tua vida…"